Indústria de laticínios investe R$ 20 milhões em unidade na Bahia

Para Rui, além da geração de 150 empregos diretos e 2 mil indiretos, a implantação das fábricas vai beneficiar a rede de produtores de leite do interior (Foto: Mateus Pereira/GOVBA)

O governador Rui Costa e o sócio-conselheiro da Betânia Leites, Jorge Parente Júnior, assinaram protocolo de intenções para implantação de indústrias do leite da Bahia. O encontro ocorreu na Governadoria, em Salvador, na tarde desta quinta-feira (1º). As unidades começam a ser construída já em 2017, com cerca de R$ 20 milhões em investimentos.

“Vamos construir na Bahia as mais modernas indústrias de laticínios do Brasil”, afirmou o representante da Betânia. Localizadas no interior da Bahia, as duas plantas vão reforçar a cadeia do leite no interior, representando um canal importante de escoamento da produção da agricultura familiar.

Para Rui, além da geração de 150 empregos diretos e 2 mil indiretos, a implantação das fábricas vai beneficiar a rede de produtores de leite do interior. “É importante pensar na capilaridade que indústrias como essas vai gerar. Com o aumento da produção de leite na Bahia, vamos dando mais renda para a agricultura familiar e melhorando o desenvolvimento das nossas cidades e das nossas regiões. Ficamos felizes em ver que a estratégia de desenvolvimento e de inclusão produtiva dos pequenos produtores vai se materializando e se fortalecendo todos os dias com empreendimentos como esses”.

Capela do Alto Alegre

As indústrias funcionarão também como alavanca para novas produções. De acordo com Jorge Parente Júnior, o processo para implantação de uma das plantas, no município de Capela do Alto Alegre, foi iniciado com a estruturação de uma bacia do leite. “Começamos o entendimento com o Governo do Estado no início do ano e já arrendamos um laticínio em Capela do Alto Alegre, onde já estamos produzindo 40 mil litros de leite por dia. Quando chegarmos em 90 mil, começaremos a construção da fábrica, no decorrer de 2017. Esperamos inaugurar a indústria depois de 18 meses de obras”.

Além do processamento de leite UHT, a unidade em Capela do Alto Alegre vai produzir derivados como creme de leite e manteiga. “Hoje a nossa empresa trabalha com 48 produtos diferentes, além de laticínios, e esperamos poder trazer alguns deles para cá”, acrescenta o representante da Betânia. Também participaram do ato de assinatura os secretários estaduais de Desenvolvimento Econômico, Jorge Hereda, de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, e da Fazenda, Manoel Vitório.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × quatro =