Capa > Economia Baiana > Diárias de hotéis na Bahia têm a maior alta do país, diz estudo
Preço médio das diárias dos hotéis o estado é de R$ 405, mostra o estudo
Preço médio das diárias dos hotéis o estado é de R$ 405, mostra o estudo

Diárias de hotéis na Bahia têm a maior alta do país, diz estudo

A tarifa dos hotéis da Bahia aumentou 19% entre 2014 e 2016. Foi a maior alta do país, segundo levantamento divulgado hoje pelo TripAdvisor, site de planejamento e reserva de viagens. Conforme a pesquisa, a diária média no estado saltou de R$ 340, em 2014, para R$ 405 este ano. No país, só Rio de Janeiro cobra mais caro: R$ 476. Em São Paulo, o preço médio é de R$ 348, em Pernambuco R$ 346, e no Ceará R$ 337.

“A Bahia e Alagoas tiveram a maior alta, com preços subindo 19% entre 2014 e 2016. Porém, no mesmo período, o IPCA, índice oficial da inflação brasileira, foi de 21%, valor ainda maior que a variação dos hotéis”, ressalta Claudia Martinelli, porta-voz do TripAdvisor no Brasil.

Segundo os dados, dez regiões do Brasil tiveram queda de tarifas, ficando mais econômicas aos turistas entre 2014 e 2016: Acre, Distrito Federal, Roraima, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Maranhão, Minas Gerais, Espírito Santo e Pernambuco.

Além disso, três Estados tiveram alta de preços em 2015, seguido por queda em 2016, fechando o período sem variação: Rondônia, Tocantins e Goiás. A pesquisa coletou custos de diárias de hotéis de janeiro a novembro de cada ano, utilizando dados de reserva do TripAdvisor para cada região analisada.

“O estudo ajuda os viajantes a planejar com antecedência e escolher o melhor destino para as próximas férias economizando dinheiro”, afirma Claudia Martinelli. “Em média, hotéis brasileiros ficaram 1% mais baratos de 2014 a 2016. Se estiver buscando por uma opção mais econômica, o turista pode pesquisar as opções de acomodação no TripAdvisor e utilizar os filtros de preços para encontrar a melhor opção.”

Média de preços Variação de preços
Região brasileira 2014 2015 2016 2014 para 2015 2015 para 2016 2014 para 2016
Acre R$ 293 R$ 223 R$ 157 -24% -30% -47%
Distrito Federal R$ 341 R$ 274 R$ 246 -20% -10% -28%
Roraima* R$ 104 R$ 104 R$ 85 -1% -18% -18%
Amazonas R$ 227 R$ 216 R$ 194 -5% -10% -14%
Mato Grosso R$ 258 R$ 232 R$ 223 -10% -4% -13%
Pará R$ 255 R$ 248 R$ 227 -3% -8% -11%
Maranhão R$ 217 R$ 207 R$ 199 -5% -4% -8%
Minas Gerais R$ 273 R$ 258 R$ 256 -6% -1% -6%
Espírito Santo R$ 227 R$ 233 R$ 219 3% -6% -4%
Pernambuco R$ 355 R$ 342 R$ 346 -4% 1% -2%
Rondônia R$ 188 R$ 195 R$ 187 4% -4% 0%
Tocantins R$ 200 R$ 222 R$ 200 11% -10% 0%
Goiás R$ 253 R$ 259 R$ 254 2% -2% 0%
Paraná R$ 227 R$ 230 R$ 230 1% 0% 1%
Sergipe R$ 231 R$ 242 R$ 235 5% -3% 2%
São Paulo R$ 342 R$ 347 R$ 348 2% 0% 2%
Rio Grande do Norte R$ 268 R$ 280 R$ 273 5% -2% 2%
Rio Grande do Sul R$ 329 R$ 327 R$ 337 -1% 3% 2%
Rio de Janeiro R$ 449 R$ 441 R$ 476 -2% 8% 6%
Ceará R$ 316 R$ 313 R$ 337 -1% 8% 7%
Paraíba R$ 247 R$ 267 R$ 271 8% 2% 10%
Piauí R$ 261 R$ 277 R$ 289 6% 4% 11%
Mato Grosso do Sul R$ 247 R$ 270 R$ 282 9% 4% 14%
Santa Catarina R$ 292 R$ 311 R$ 340 7% 9% 16%
Amapá R$ 196 R$ 232 R$ 230 18% -1% 17%
Alagoas R$ 289 R$ 317 R$ 342 10% 8% 19%
Bahia R$ 340 R$ 360 R$ 405 6% 12% 19%

*Roraima não tinha preços para todos os meses pesquisados. A média anual foi calculada de acordo com os dados disponíveis.

Share

Leia Também

Beltrão: "Precisamos avançar em busca da profissionalização de nossos serviços e para isso é preciso sair da ilegalidade"  (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Ministério começa a regularizar cadastro de rede hoteleira

Dos mais de 31 mil estabelecimentos de hospedagem em funcionamento no Brasil, mais de 70%, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + dezenove =

Share