Número de beneficiários em planos de saúde diminui na Bahia

A nova norma estabelecia um limite de até 40% de coparticipação dos consumidores nas despesas médicas e hospitalares

A Bahia encerrou o mês de outubro com 1.617.630 beneficiários em planos médico-hospitalares e 1.259.239 em planos exclusivamente odontológicos. A comparação com o mês de setembro mostra que o número de consumidores em planos de assistência médica teve uma queda de 0,14%, o que representa 2.193 mil vínculos a menos. Já nos contratos de planos exclusivamente odontológicos, houve crescimento de 0,95%, com 11.804 beneficiários a mais que no mês anterior. Os dados são Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

No segmento de planos médico-hospitalares, das dez principais operadoras em atuação no estado, apenas três registraram crescimento em número de beneficiários em outubro: Hap Vida (3,06%), Amil (4,55%) e Unimed Feira de Santana (0,66%). As demais perderam clientes, com destaque para a Central Nacional Unimed (-6,47%). Em compensação, a receita das operadoras aumentou significativamente no mês. No caso da Hap Vida, por exemplo, a alta foi de 24%. Apenas a Promédica andou na contramão neste item, com uma queda de 13%.

País

O setor registrou 48,2 milhões de beneficiários em planos médico-hospitalares e 22,1 milhões em planos exclusivamente odontológicos em todo o país, em outubro. Em outubro, 14 estados apresentaram aumento de beneficiários no período: Acre, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

03 unidade federal

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

um × 3 =