Bombardier realiza primeiro voo teste do jato Global 7000

Aeronave programada para operar em 2018 já têm interessados também no Brasil

A Bombardier Business Aircraft anunciou o primeiro voo teste do Global 7000. A aeronave será a mais luxuosa da fabricante canadense. O rigoroso – e bem sucedido teste – aconteceu no Canadá e é um importante passo para a confirmação da programação para o início das operações no segundo semestre de 2018.

“Este é um momento de extremo orgulho para a Bombardier, confirmando todo o desenvolvimento do programa Global 7000 de acordo com o cronograma”, celebra David Coleal, oresidente da Bombardier Business Aircraft. “O Global 7000 é o jato mais inovador da indústria”, completa, referindo-se ao fato de a aeronave ser a primeira e única a oferecer cabine dividida em quatro espaços e área de descanso para a tripulação. O alcance do jato também impressiona: 7.300 milhas náuticas ou 13.520 quilômetros, permitindo percorrer trechos como do Rio de Janeiro a Tel-Aviv ou de Nova Iorque a Dubai, sem escalas.

Bombardier

Global 7000

O Global 7000 é o primeiro e único jato executivo da indústria a oferecer quatro ambientes de cabine e uma área dedicada exclusivamente ao descanso da tripulação – totalmente fechada com assentos especiais para maximizar o conforto, minimizando o tráfego de bordo em voos de longa distância. As janelas do Global 7000 são 80% maiores, ampliando a visão de maneira surpreendente. A configuração padrão inclui mesa de jantar para seis pessoas, escritório, sala de conferência, suíte master e cozinha completamente equipada. A conectividade sem fio é a mais rápida na aviação executiva e permite ajustar praticamente todo o sistema de entretenimento de cabine.

Projetado com um design de asas transônicas de última geração, o Global 7000 proporciona não apenas voos mais suaves como alta capacidade de aproximação e desempenho em pistas curtas. Os motores de alta performance contribuem também para o menor consumo de combustível

Bombardier

O teste

O Global 7000 decolou da pista das instalações da Bombardier em Toronto sob o comando do capitão Ed Grabman, auxiliado por seu co-piloto Jeff Karnes e Jason Nickel, engenheiro de testes de voo, com boas condições de tempo e visibilidade.

O teste foi dedicado a verificar os sistemas básicos de funcionalidade e avaliação das qualidades de manuseio e voo da aeronave e teve duração de aproximadamente 2 horas e 27 minutos. Tempo em que todos os controles foram exercitados. Todos os sistemas executados e de acordo com as expectativas. A velocidade de 240 nós programada para o teste foi atingida.

Serviço

CAPACIDADE: 17 passageiros (configuração padrão)
ALCANCE: (com 8 pasasgeiros) 7.300 milhas náuticas (13.520 km), equivalente ao percurso de Pequim a  Washington sem escala.
PREÇO: US$ 73 milhões

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito − 13 =