Capa > Atualidade > Lula e mais seis se tornam réus por tentar obstruir a Lava Jato
Lula é acusado de tentar impedir o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró de assinar acordo de delação premiada  (Foto: Fernando Frazão/AG. Brasil)
Lula é acusado de tentar impedir o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró de assinar acordo de delação premiada (Foto: Fernando Frazão/AG. Brasil)

Lula e mais seis se tornam réus por tentar obstruir a Lava Jato

A Justiça Federal aceitou hoje (29) denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-senador Delcídio do Amaral, e mais cinco acusados pelo crime de obstrução das investigações da Operação Lava Jato.

Com a decisão, Lula e Delcídio passam à condição de réus na ação penal, além do ex-controlador do Banco BTG André Esteves, Diogo Ferreira, ex-chefe de gabinete de Delcídio; o empresário José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai, e o advogado Edson Ribeiro.

Todos os envolvidos são acusados de tentar impedir o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró de assinar acordo de delação premiada com a força-tarefa de investigadores da Operação Lava Jato.

Na semana passada, o MPF reiterou a denúncia contra os acusados, que já haviam sido denunciados ao Supremo Tribunal Federal (STF), pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

No entanto, no dia 24 de junho, o ministro Teori Zavascki remeteu o processo para a Justiça Federal em Brasília, por entender que a suposta tentativa de embaraçar as investigações ocorreu na capital federal. Além disso, com a cassação do mandato de Delcídio do Amaral, nenhum dos envolvidos permaneceu com foro privilegiado na Corte. (André Richter/Repórter da Agência Brasil)

Share

Leia Também

Na sentença publicada hoje, Moro também determinou a prisão preventiva da dupla de lobistas Jorge Luz e Bruno Luz,
 (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Moro condena ex-gerente e lobistas ligados ao PMDB

O juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, em Curitiba, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 11 =

Share