Inflação de Salvador apresentou aumento de 0,99% em abril

Durante todo o sábado (21), nove voos foram cancelados devido a diversos motivos

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Salvador apresentou, em abril, aumento de 0,99%, variação superior à apurada no mês anterior (-0,12%). Em abril de 2015, o IPC havia registrado variação de 0,79%, segundo dados da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan).

No acumulado dos últimos 12 meses (maio/2015 a abril/2016), a taxa situou-se em 10,44%, resultado superior ao acumulado nos 12 meses imediatamente anteriores (abr. 2015-mar. 2016), que foi 10,22%.

Em abril 2016, os produtos/serviços que tiveram maiores contribuições positivas na formação da taxa, com suas respectivas variações de preços, foram: energia elétrica residencial (13,35%), automóvel novo (3,34%), pacote turístico (10%), acessórios e peças de veículos (15,65%), empregado doméstico (3,71%), anti-inflamatório e antirreumático (5,22%), perfume (4,16%), telefone residencial (1,57%), passagem aérea (15,33%), condomínio(2,80%).

Em contrapartida, os produtos cujos preços exerceram maiores pressões negativas foram: CD (15,30%), brinquedos (13,63%), bijuteria (18,78%), etanol (4,79%), óculos e lentes (6,84%), gasolina (0,79%), calça comprida feminina (6%), conjunto de short e camisa infantil (10,37%), gás de cozinha (1,43%), tomate (12,35%).

No mês de passado, dos 375 produtos/serviços pesquisados pela SEI, 123 registraram baixa nos preços, 74 não tiveram alterações e 178 apresentaram acréscimo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezesseis − quinze =