Capa > Economia Baiana > Bahiafarma e Indar iniciam projeto de instalação de fábrica
Para a produção de insulinas, a Bahiafarma tem como parceiro o laboratório ucraniano Indar, um dos líderes mundiais na produção de insulinas (Foto Mateus Pereira/GOVBA)
Para a produção de insulinas, a Bahiafarma tem como parceiro o laboratório ucraniano Indar, um dos líderes mundiais na produção de insulinas (Foto Mateus Pereira/GOVBA)

Bahiafarma e Indar iniciam projeto de instalação de fábrica

Menos de 20 dias depois da visita da comitiva brasileira, liderada pelo governador da Bahia, Rui Costa, à Ucrânia, para a assinatura do termo de compromisso para a transferência de tecnologia entre a Indar e a Bahiafarma para produção de insulina, uma comitiva da empresa ucraniana passou a semana na Bahia, para iniciar, em conjunto com técnicos e gestores do laboratório baiano, a elaboração do projeto de instalação da fábrica de insulina no Estado.

Ontem (15), os primeiros resultados da visita técnica foram apresentados, em uma reunião que contou com as presenças do secretário da Saúde do Estado e presidente do Conselho Administrativo da Bahiafarma, Fábio Vilas-Boas, do vice-presidente da Indar, Kheilomskyi Oleksandr, e do diretor-presidente da Bahiafarma, Ronaldo Dias. “O governador solicitou que trabalhássemos com máxima celeridade na construção dessa unidade e estamos empenhando todos os esforços nesse sentido”, afirma Dias.

Após a apresentação dos projetos iniciais, os gestores, acompanhados pelas equipes técnicas da Bahiafarma e da Indar, conheceram as instalações atuais do laboratório público baiano, as obras de ampliação que já estão sendo realizadas e as áreas que vão receber a unidade de produção de insulina. “O governo da Bahia está à disposição para apoiar esse projeto em tudo o que for preciso”, garantiu o secretário Fábio Vilas-Boas.

Fornecimento

O Ministério da Saúde (MS) aprovou o projeto de produção de insulinas da Bahiafarma, por meio da Portaria 1.993, publicada no Diário Oficial da União em 3 de agosto. Com a publicação, o laboratório público do Estado da Bahia passou a estar apto a fornecer o medicamento ao Sistema Único de Saúde (SUS).

A aprovação ratificou a participação da Bahiafarma como um dos fornecedores de insulinas ao MS, consolidando a redistribuição dos projetos de Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDPs) para produção do medicamento no País, definida por meio da Portaria número 551, publicada no Diário Oficial da União em 21 de fevereiro. Pelo documento, a Bahiafarma passará a ser responsável pelo fornecimento de 50% da demanda de insulinas do ministério.

Para a produção de insulinas, a Bahiafarma tem como parceiro o laboratório ucraniano Indar, um dos líderes mundiais na produção de insulinas. “É uma empresa que atua exclusivamente em pesquisa e produção de insulinas há mais de 15 anos e é reconhecida por utilizar tecnologias inovadoras, além de realizar operações em diversos países”, ressalta Ronaldo Dias.

A Indar também se destaca por atender aos rigorosos requisitos regulatórios brasileiros – sua unidade de produção já possui o Certificado em Boas Práticas de Fabricação (CBPF) e as insulinas NPH e Regular já têm registros na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Fábrica

A parceria entre Bahiafarma e Indar prevê a instalação da fábrica de insulinas na planta da Bahiafarma em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador. “Uma fábrica de insulinas é uma unidade de alta tecnologia, que poucos laboratórios detêm, e estamos dando todos os passos para atingir a excelência na instalação desta unidade”, afirma o executivo. “A Indar tem todo o know-how para nos auxiliar neste processo, que vai resultar na mudança de patamar da indústria farmacêutica no Norte-Nordeste brasileiro, com atração e formação de mão-de-obra altamente qualificada.”

Leia Também

Duplicação da BR-415 vai beneficiar mais de 500 mil baianos (Fotos: Pedro Moraes/GOVBA)

Estado investe R$ 105 milhões em duplicação de rodovia

São cerca de 18 quilômetros que separam Ilhéus e Itabuna, no sul do estado, que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − doze =