Capa > Economia Baiana > Papaiz Salvador registra crescimento de 20% nas exportações
A próxima etapa é transformar a indústria em um polo exportador (Foto: Divulgação)
A próxima etapa é transformar a indústria em um polo exportador (Foto: Divulgação)

Papaiz Salvador registra crescimento de 20% nas exportações

Passados oito meses desde que a Papaiz foi adquirida pela Assa Abloy Brasil, empresa do grupo sueco Assa Abloy – a líder mundial em soluções para abertura de portas – e os primeiros resultados positivos começam a ser computados. A empresa registrou crescimento de 20% nas exportações do primeiro semestre de 2016 quando comparado a igual período de 2015.

De acordo com o gerente nacional de marketing e produto da Assa Abloy Brasil, Ricardo Barrieu, este desempenho é fruto do trabalho que vem sendo realizado pelo Grupo na fábrica da Papaiz de Salvador. “Foi possível, em um curto espaço de tempo, trocar experiências entre as áreas de exportações da unidade baiana e a Assa Abloy, o que resultou na conquista de novos mercados na América Latina, mercados esses que já eram tradicionais clientes da Assa Abloy e que passaram a ter também à sua disposição produtos Papaiz”, informa Barrieu.

A próxima etapa é transformar a Papaiz de Salvador em um polo exportador, ideia que vem sendo desenhada pela Assa Abloy Brasil desde a sua aquisição. Para que isso se viabilize, outros produtos com a marca Papaiz que são fabricados pelo Grupo passarão a ser produzidos na Bahia expandindo, assim, o seu portfólio de itens.

As exportações representam atualmente 25% do faturamento mensal da Papaiz. Não só o câmbio favorável tem contribuído para o bom desempenho das vendas para os mercados externos. “Precisamos considerar que, além deste fato e do trabalho que temos realizado com objetivo de elevar as exportações de fechaduras e cadeados da marca, a Papaiz, nos seus mais de 60 anos, ao contrário de algumas indústrias brasileiras, nunca tratou a exportação como sendo um mercado marginal. Para ela, o mercado externo sempre foi estratégico, de longo prazo e, de fato, relevante para os seus negócios”, enfatiza o executivo.

Tecnologia  – O crescimento nas exportações da Papaiz para mais de 15 países da América Latina deve-se também ao reconhecimento da qualidade dos produtos, a oferta de modelos e aos designs diferenciados. Tudo isto, aliado ao fato de que os investimentos no desenvolvimento de novas tecnologias realizados pela Assa Abloy , que lhe garantiram uma vez mais estar entre as 100 companhias mais inovadoras do mundo da Forbes, são compartilhados com as indústrias localizadas em mais de 70 países ao redor do mundo, incluindo as brasileiras, como a Papaiz.

Em muitos países da America Latina, a intimidade com a marca é tão grande que os consumidores, ao invés de buscar por cadeados nos pontos de venda, buscam por Papaiz. E isso levou a Assa Abloy a expandir o portfólio de itens com a marca Papaiz que passaram a oferecer aos mercados importadores da região uma gama ainda mais diversificada de produtos voltados para a segurança de portas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − cinco =