Capa > Economia Baiana > PEC Energia pretende investir R$ 1,5 bilhão na Bahia
A Bahia cadastrou 240 projetos eólicos para o próximo leilão de energia marcado para dezembro
A Bahia cadastrou 240 projetos eólicos para o próximo leilão de energia marcado para dezembro

PEC Energia pretende investir R$ 1,5 bilhão na Bahia

A PEC Energia – holding formada pelas empresas de engenharia Passarelli, Engeform e a Construbase – decidiu ampliar o projeto do Complexo Eólico Serra das Almas, localizado nos municípios de Jacaraci, Licínio de Almeida e Urandi. O empreendimento contaria inicialmente com seis parques eólicos, 81 aerogeradores e uma potência instalada de 149,85 megawatts (MW). A empresa, no entanto, conseguiu agregar novas áreas e com isso o complexo original mais do que dobrou de tamanho: serão 168 turbinas, 14 subparques e uma potência de 386,4 MW – energia suficiente para atender até 268 mil famílias. A informação foi publicada hoje na Coluna Tendências&Mercado, do jornal A Tarde.

Segundo Felipe Vasconcelos, engenheiro ambiental da PEC Energia, o investimento previsto é da ordem de R$ 1,5 bilhão, considerando o valor de referência de R$ 4 milhões por MW instalado. O projeto está pronto, mas ele só vai sair do papel se a empresa conseguir vender a energia que será gerada pela unidade no 2º Leilão de Energia de Reserva 2016 (2º LER), que será promovido pelo governo federal no próximo mês de dezembro.

O 2º LER fechará contratos com usinas solares e eólicas, com início de suprimento em julho de 2019 e duração de 20 anos

Se sair vencedor do certame, o passo seguinte da holding é obter a licença de instalação junto ao Inema e daí iniciar imediatamente a construção do empreendimento, com previsão de conclusão em 2018. O 2º LER fechará contratos com usinas solares e eólicas, com início de suprimento em julho de 2019 e duração de 20 anos.

A Bahia cadastrou 240 projetos eólicos, com um total de 6.380 MW, e 101 com a energia do sol que totalizam 3.155 MW de potência instalada.

Share

Leia Também

A Gestamp Wind , desenvolve, constrói e opera parques eólicos por todo o mundo (Foto: Divulgação)

Grupo espanhol obtém licença para construir parque eólico

O Inema, órgão ambiental da Bahia, liberou para a Gestamp a licença para a implantação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − cinco =

Share