Capa > Atualidade > Avenida Sete ganhará nova etapa de requalificação urbanística
Prefeitura está com o projeto pronto de uma nova etapa de intervenções de uma das áreas de comércio de rua mais importantes de Salvador (Imagens/Divulgação/Prefeitura)
Prefeitura está com o projeto pronto de uma nova etapa de intervenções de uma das áreas de comércio de rua mais importantes de Salvador (Imagens/Divulgação/Prefeitura)

Avenida Sete ganhará nova etapa de requalificação urbanística

Como parte integrante das ações de requalificação da Avenida Sete de Setembro, que completou um século de existência em 2015, a Prefeitura está com o projeto pronto de uma nova etapa de intervenções de uma das áreas de comércio de rua mais importantes de Salvador, que reúne também imóveis residenciais e serviços públicos. Neste momento, a administração aguarda apenas a liberação da União para assinatura de contrato com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para liberação de recursos previstos no Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). A obras atingirão a rua principal desde o Campo Grande, em frente à Praça da Aclamação, até a Rua Chile.

Desenvolvido pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), vinculada à Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom), o projeto contempla a ampliação dos passeios do lado esquerdo, com pavimentação em pedra portuguesa. Os monumentos históricos ganharão passeio diferenciado. Além disso, serão construídos parklets – áreas de lazer provisórias – para que as pessoas possam aproveitar a avenida também como opção de lazer. As intervenções preveem ainda a troca de todo asfalto da via, substituição da rede de drenagem e nova iluminação pública. Os investimentos serão de R$12 milhões.

perspectiva4

Início em 2013 – O processo de requalificação da Avenida Sete de Setembro foi iniciado pela Prefeitura em 2013, com o ordenamento do comércio informal e a recuperação de transversais para atuação de cerca de mil ambulantes. Com processo coordenado por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), projeto urbanístico desenvolvido pela FMLF e obras realizadas em parceria entre a Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) e Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop), a ação foi fruto de diversas reuniões realizadas com representantes de associações de vendedores ambulantes, que fizeram sugestões e validaram o projeto municipal.

Nessa primeira fase, dentre os locais beneficiados estiveram o Beco Maria Paz, Rua do Mocambinho, Rua Portão da Piedade, Rua Coqueiros da Piedade, Rua 24 de Fevereiro, Praça Carneiro Ribeiro, Largo do Rosário e Rua do Cabeça. As vias receberam nova drenagem, pavimentação com piso intertravado, cobertura, iluminação, paisagismo e equipamentos padronizados para os ambulantes credenciados.

Em seguida, foi a vez da Rua Nova de São Bento e das praças de São Bento e Barão do Rio Branco, incluindo a recuperação dos monumentos Barão de Rio Branco e Relógio de São Pedro, passarem por requalificação e ordenamento do comércio informal. As ações contaram com revitalização dos pisos em pedra portuguesa, iluminação, novo sistema de drenagem, bancos para jogos de damas e paisagismo com direito a plantio de mudas de ipês e oitis – vegetação que historicamente faz parte do local. A reforma dos monumentos foi realizada pela Fundação Gregório de Mattos (FGM).

Diante do sucesso da ação inicial de requalificação da Avenida Sete e ordenamento do comércio informal, o projeto ganhou corpo e se tornou mais amplo, passando a ser chamado de Território Empreendedor. Coordenado pela Semop e com parceria do Sebrae, Câmara de Diretores Lojistas (CDL-BA) e Senac, tem como intuito a promoção da economia local com benefícios para comerciantes, clientes e moradores, proporcionando melhores condições para o maior comércio de rua da capital baiana.

perspectiva9

Entorno – Além da Avenida Sete de Setembro, o entorno também está recebendo investimentos de requalificação pela Prefeitura. Um deles é o Largo Dois de Julho, incluindo os mercados Dois de Julho e das Flores e as ruas da Forca e do Cabeça, assim como no Largo Inocêncio Galvão. As intervenções englobam recuperação de boxes, área para 70 feirantes e obras de drenagem, iluminação e recuperação do piso, dentre outros itens. A previsão é que as obras sejam concluídas em setembro. A Rua Carlos Gomes, paralela à Avenida Sete, recebeu nova iluminação.

O Camelódromo da Baixa dos Sapateiros foi outro investimento realizado pela Prefeitura nesse sentido e entregue completamente recuperado em maio deste ano. Com investimento de cerca de R$420 mil, a estrutura de 600 metros quadrados tem capacidade para 120 comerciantes e conta com cobertura total, iluminação, sanitários personalizados para acesso a pessoas com deficiência, piso de alta resistência e até mesmo climatização por vaporizadores, dentre outros itens. Há ainda uma área lateral para a realização de pequenos eventos em épocas festivas, atraindo mais os consumidores. Todos os comerciantes receberam equipamentos padronizados.

Está sendo realizada ainda a padronização de 350 ambulantes que atuam no Centro Histórico, que passam a atuar com crachás de identificação, coletes e coolers térmicos. A ação contempla comerciantes que participaram de capacitação promovida pela Semop em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Leia Também

Arbache afirmou que o fundo é diferente dos demais que a China mantém com outros países, porque tem um acordo paritário (Foto: Divulgação)

Brasil e China lançam fundo de investimento de US$ 20 bilhões

O Brasil e a China irão anunciar, na terça-feira (30) a criação de um fundo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + dois =