Capa > Economia Brasileira > Produção de motos registra queda de 33,4% no 1º semestre
Abraciclo revisa projeção anual e prevê queda de 13,7% na produção (Foto: Divulgação/Yamaha)
Abraciclo revisa projeção anual e prevê queda de 13,7% na produção (Foto: Divulgação/Yamaha)

Produção de motos registra queda de 33,4% no 1º semestre

De janeiro a junho de 2016 saíram das linhas de produção do país 464.357 motocicletas, 33,4% abaixo do apresentado no mesmo período de 2015, com 697.540. Na comparação mensal, foram fabricadas 81.387 unidades em junho, o que representa uma retração de 11,8% frente a maio e 30,4% em relação a junho do ano passado. Os dados são da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo),

Nos primeiros seis meses do ano, as vendas no atacado – para as concessionárias – alcançaram 452.368, volume 31,4% inferior ao apresentado em 2015 (659.093). No sexto mês do ano foram comercializadas 77.548 motocicletas, queda de 11,1% em comparação com maio e 23,3% frente ao mesmo mês de 2015.

Refletindo a recuperação da Argentina, as exportações seguiram o caminho inverso, somando 31.134 unidades entre janeiro e junho, alta de 70,7% em relação ao mesmo período do ano passado, com 18.241. Em junho foram comercializadas 7.657 motocicletas, o que corresponde a um crescimento de 36,6% ante a maio e 39,8% em comparação com o sexto mês do ano passado.

Emplacamentos – Com base nos licenciamentos registrados pelo RENAVAMRenavam, foram licenciadas 469.581 motos no primeiro semestre de 2016, contra 641.707 unidades apresentadas em 2015, refletindo um recuo de 26,8%.

No mês de junho, foram emplacadas 73.343 motocicletas, volume 4,3% inferior ao apresentado no mês anterior, com 76.644 unidades. Em relação ao sexto mês de 2015 (101.109), houve queda de 27,5%.

Com um dia útil a mais, a média de vendas diárias sofreu uma retração de 8,7% em relação a maio, passando de 3.650 unidades para 3.334.

“Com exceção das vendas externas, o resultado do semestre ficou aquém do esperado pela indústria de duas rodas. Desta forma, revisamos nossas projeções para baixo. Para o fechamento do ano, prevemos uma queda de 13,7% na produção, 14,3% no atacado e 16,7% nos licenciamentos”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

Share

Leia Também

Executivos da BMW Motorrad e funcionários da fábrica ao lado da nova BMW G 310 R

Nova BMW G 310 R começa a ser produzida em Manaus

A nova BMW G 310 R é brasileira — ou melhor, manauara. A primeira unidade, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − cinco =

Share