Capa > Tecnologia > Empresa de Santa Catarina lança aplicativo que faz traduções
unnamed

Empresa de Santa Catarina lança aplicativo que faz traduções

Quantas vezes já vimos pessoas recorrerem à mímica para tentar se comunicar com algum estrangeiro? Não seria melhor ter ao lado uma pessoa que falasse o idioma dela para intermediar a conversa? Em meio aos preparativos finais do maior evento esportivo do mundo, quando o Rio de Janeiro receberá mais de 800 mil estrangeiros, inclusive os maiores atletas de cada país, ressurge a barreira do idioma entre o brasileiro e esse grande público. É nessa linha que surge o App Univoxer, que localiza e coloca qualquer pessoa em contato, via celular, com um intérprete fluente em português e no idioma que se deseja falar, para prestar suporte e intermediar a conversa com uma pessoa de outro país, assim como para um estrangeiro ao querer conversar com um brasileiro.

Enquanto serviços automáticos de tradução fazem conversão literal do que é escrito, não compreendendo expressões regionais de uso diário ou contexto do que é falado, o que pode tornar uma conversa sem sentido, a ação de um intérprete fluente nos dois idiomas permite que o contexto do que se deseja falar seja comunicado à outra pessoa, ainda sendo acrescentada a interpretação cultural sobre o tema, evitando mal-entendidos.

O serviço nasceu da vivência da equipe brasileira do ‘Projeto 14Bis’, do Ministério do Esporte, durante as Olimpíadas de Londres em 2012, que observou vários problemas de comunicação ocorrerem por não haver disponibilidade de tradutores nos locais dos jogos ou espalhados pela cidade. Intérpretes haviam, mas nem sempre estavam disponíveis no local e hora em que eram necessários pelo público, atletas ou prestadores de serviços. Sendo assim, nasceu o projeto Univoxer, que otimiza a atuação dos intérpretes independente de onde estiverem no mundo.

“Um brasileiro que fala japonês e inglês, mas que está agora em Nova York, poderá atender e intermediar a conversa entre atletas da Austrália e Japão, ou mesmo destes com o garçom de um restaurante no Rio durante os Jogos, agilizando o contato e a resolução de quaisquer situações”, cita Rafael Plentz, CEO da startup que leva o mesmo nome do App. O projeto também foi um dos 100 selecionados pelo programa ‘Sinapse da Inovação’, da Fundação de Amparo à Pesquisa de Santa Catarina, dentre mais de 1.800 inscritos.

Suporte – Após as Olimpíadas, o serviço será internacionalizado, permitindo suporte entre quaisquer idiomas, para uso por prestadores de serviços em localidades turísticas ao redor do mundo e aos turistas que, segundo a OMT (Organização Mundial de Turismo) atingirão a marca de 1 bilhão em 2020.

“Será uma mistura de Uber com WhatsApp para a suporte aos turistas”, completa Plentz, que acrescenta que a proposta é que o serviço se torne um “Legado Olímpico” para o turismo e Inovação brasileira, ao ser disponibilizado como suporte a estrangeiros em todas as cidades turísticas, prestando suporte aos prestadores de serviço nacionais e internacionais de localidades turísticas, e estrangeiros presentes no Brasil e brasileiros no exterior, além de ser inserido na matriz Olímpica para suporte aos atletas em futuros eventos, levando consigo o nome do Rio e do Brasil, ao mesmo tempo que mostra ao mundo que existe tecnologia de ponta em nosso país.

Share

Leia Também

O novo canal de atendimento integra o projeto de avanços tecnológicos da autarquia (Foto: Ascom/Detran)

Detran da Bahia inicia atendimento via WhatsApp

Tem dúvidas sobre serviços do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA)? Deseja enviar sugestões …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + dezoito =

Share