Capa > Negócios no Campo > Vendas externas do agronegócio baiano caem 5% no ano
Supersafra de soja no oeste puxou a leve alta do PIB neste início de ano
Supersafra de soja no oeste puxou a leve alta do PIB neste início de ano

Vendas externas do agronegócio baiano caem 5% no ano

As exportações do agronegócio baiano chegaram a US$ 1,3 bilhão de janeiro a maio deste ano, o que representa uma queda de 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Os resultados foram divulgados pela Secretaria de Relações Internacionais (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Os produtos florestais, que inclui papel, celulose e madeira, liderou as vendas externas nos cinco primeiros meses do ano, correspondendo a 37% do total vendido. A receita gerada pelo setor alcançou US$ 482 milhões. Em seguida aparece o complexo soja, com US$ 406,5 milhões.

No mês de maio, o total exportado foi de US$ 310,8 milhões, o que representa uma alta de 5,53% em relação ao mesmo mês de 2015 (US$ 294,5 milhões). Destaque para o complexo soja que respondeu por mais da metade das vendas no período (US$ 169,8 milhões). Os produtos florestais responderam com outros US$ 77,9 milhões.

Importações – Já as importações somaram US$ 68,980 milhões em maio passado. O cacau respondeu, sozinho, por US$ 52,7 milhões deste total. Em maio do ano passado, as compras do produto no exterior não passaram de US$ 497 mil.

A balança comercial do agronegócio baiano permaneceu com superávit no mês de maio. As exportações superaram as importações em US$ 241,82 milhões.

Leia Também

Segundo Maggi, o mercado de carnes representa um setor com um valor agregado maior e importante para o desenvolvimento do Brasil (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Maggi: Brasil se esforça para agregar valor às exportações

Após se estabelecer no mercado de soja na China, o Brasil se esforça para agregar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 18 =