Capa > Economia Baiana > Comércio baiano já amarga queda de mais de 12% no ano
comércio 3

Comércio baiano já amarga queda de mais de 12% no ano

As vendas no comércio varejista da Bahia já acumulam uma queda de 12,2% nos quatro primeiros meses do ano, conforme pesquisa divulgada nesta manhã pelo IBGE. Somente em abril, o setor amargou uma retração no volume de vendas de 13,1% em relação a igual mês do ano passado. Na comparação com o mês imediatamente anterior (março) a queda é de 1,8% – a segunda maior do país, atrás apenas de Rondônia (-3,7%).

De acordo com a pesquisa, no primeiro quadrimestre de 2016, apenas o segmento de livros, jornais, revistas e papelaria apresentou variação positiva nas vendas: 8%. Os demais amargaram prejuízos.

No mercado de combustíveis e lubrificantes, por exemplo, a redução dos negócios chega a 15,8%. No segmento de hipermercados e supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo as vendas diminuíram 10,2%, tecidos e vestuário (-13,8%), móveis e eletrodomésticos (14,2%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-4,4%), equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (-18,3%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (-15,8%).

Leia Também

O IBC-Br, calculado pelo Banco Central,  é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira  (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Atividade econômica registra queda de 0,51% em maio, diz BC

A atividade econômica registrou queda em maio. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =