Capa > Negócios no Campo > Abates de bovinos, suínos e frangos caem no 1º trimestre, diz IBGE
Em janeiro, fevereiro e março deste ano foram abatidas 7,29 milhões de cabeças de bovinos
Em janeiro, fevereiro e março deste ano foram abatidas 7,29 milhões de cabeças de bovinos

Abates de bovinos, suínos e frangos caem no 1º trimestre, diz IBGE

Os três principais abates da pecuária brasileira registraram queda no 1º trimestre deste ano em relação aos três últimos meses de 2015, informou hoje (16) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da pesquisa que mede a produção da pecuária no país. Apenas o setor bovino também caiu quando os números são comparados com janeiro, fevereiro e março do ano passado.

Bovinos– O abate de bovinos teve queda de 5,2% na comparação com o fim de 2015 e também registrou retração, de 5,8%, ante o primeiro trimestre de 2015. Em janeiro, fevereiro e março deste ano foram abatidas 7,29 milhões de cabeças de bovinos.

Também houve queda na aquisição de leite, que recuou 6,8%, na comparação com o último trimestre de 2015, e 4,5%, em relação ao mesmo período do anterior. Em números absolutos, a queda frente ao início de 2015 chegou a 274,71 milhões de litros de leite, reduzindo o total contabilizado para 5,86 bilhões de litros.

A aquisição de couro cresceu na comparação com o mesmo período de 2015, com uma alta de 2%. Apesar disso, também houve queda em relação ao fim de 2015, com um recuo de 0,4%.

Frangos – Nos primeiros três meses de 2016, o abate de frangos sofreu queda de 1,8% em relação ao fim de 2015, mas teve um crescimento de 7,1% quando levada em conta a produção do início de 2015. O número de cabeças de franco abatidas foi de 1,48 bilhão nos três meses pesquisados.

A produção de ovos registrou alta nas duas bases de comparação, mas esse movimento foi mais forte em relação ao início de 2015, com crescimento de 6%. Na comparação com o fim de 2016, o avanço foi de 0,1%. Nos três meses pesquisados, o Brasil produziu 784 milhões de dúzias de ovos.

Suínos – A queda no abate de suínos, assim como o de frangos, se deu apenas na comparação com o trimestre que encerrou 2015, e foi de 1,5%. Se o primeiro trimestre deste ano for comparado com o mesmo período do ano passado, , houve crescimento de 9,6%. Entre janeiro e março deste ano, o Brasil abateu 10,06 milhões de cabeças de suínos.

Leia Também

Os resultados negativos do turismo baiano em maio e abril entretanto, não foram suficientes para tirar o setor do positivo no acumulado no ano (Foto: Secom)

Volume do setor de serviços na Bahia cai 0,4% de abril para maio

O volume do setor de serviços na Bahia caiu 0,4% em maio, frente a abril, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =