Capa > Economia Baiana > Fieb defende manutenção de projetos estruturantes da Bahia
Obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste: Fieb cobra manutenção de projeto (Foto: Elói Corrêa/GOVBA)
Obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste: Fieb cobra manutenção de projeto (Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

Fieb defende manutenção de projetos estruturantes da Bahia

A Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) defendeu hoje, em nota à imprensa, que o governo de Michel Temer mantenha os investimentos em obras estruturantes na Bahia, como a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e o Porto Sul.

A Fieb diz ainda que é preciso melhorar a infraestrutura do país e reduzir as taxas de inflação. “O momento requer serenidade, mas também requer firmeza na correção de rumos da economia e na celeridade das reformas necessárias”, afirma o documento.

Segue a íntegra da nota à imprensa da Fieb:

“O presidente em exercício, Michel Temer, assume com a responsabilidade de mudar expectativas. De superar a crise econômica, alimentada por um ambiente político conturbado, e de criar um ambiente favorável aos investimentos.

A Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) considera imprescindível que o novo governo construa uma agenda positiva, que crie condições para realizar as reformas Tributária, Previdenciária e Trabalhista. São temas desafiadores, sem dúvida, mas que devem ser enfrentados e encaminhados de forma realista.

Na área econômica, é fundamental ampliar os investimentos em infraestrutura para algo em torno de 5% a 6% do PIB ao ano – contra os 2% atuais – equiparando o Brasil aos patamares de nações com o nosso nível de desenvolvimento. Também a adoção de medidas para trazer a inflação ao centro da meta (4,5% a.a) e criar condições para a redução dos juros, hoje incompatíveis com a realidade dos negócios.

A Fieb entende que a Bahia deve se unir acima das disputas partidárias para que sejam mantidos os investimentos estruturantes, como a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), o Porto Sul, a licitação e arrendamento das áreas dos portos de Aratu e Salvador e a viabilização do Estaleiro Enseada.

O momento requer serenidade, mas também requer firmeza na correção de rumos da economia e na celeridade das reformas necessárias”.

Leia Também

Temer durante reunião hoje com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o governador licenciado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e o governador em exercício, Francisco Dornelles, no Palácio do Planalto (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Temer autoriza envio de 800 policiais para o Rio de Janeiro

O presidente Michel Temer autorizou hoje (20) o envio de 800 policiais para reforçar a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =