Capa > Economia Baiana > Fibria conclui serviço de dragagem do acesso ao Canal do Tomba
O Terminal Marítimo de Barcaças de Caravelas teve sua operação iniciada em   2003 (Foto Sagrilo)
O Terminal Marítimo de Barcaças de Caravelas teve sua operação iniciada em 2003 (Foto Sagrilo)

Fibria conclui serviço de dragagem do acesso ao Canal do Tomba

A Fibria finalizou  a dragagem do acesso ao Canal do Tomba, localizado em Caravelas (BA), que faz a ligação entre o Terminal Marítimo de Barcaças da empresa e o mar aberto. A operação restabeleceu a profundidade, reduzindo restrições de navegação e garantindo a segurança das embarcações que circulam pelo local. Iniciada em dezembro no ano passado, a atividade consistiu na retirada de sedimentos depositados no fundo do canal, por meio da utilização de uma embarcação específica para esse tipo de serviço.

O destaque da operação foi a implantação de um novo traçado de navegação, que aproveitou a curvatura natural da desembocadura do Rio Caravelas. “O novo traçado contribuiu para reduzir em 50% a área a ser dragada”, destaca Lucas Bozolan Mendes, coordenador de Logística da Fibria na Bahia. Ele também salientou que as atividades de dragagem demandaram a contratação direta de 58 trabalhadores da comunidade de Caravelas, contribuindo para movimentar a economia local.

O Terminal Marítimo de Barcaças de Caravelas teve sua operação iniciada em março de 2003. Foi construído para levar madeira do sul da Bahia até o Terminal de Barcaças de Barra do Riacho, em Aracruz (ES), que fica próximo à unidade industrial de celulose da Fibria. A dragagem anual do canal de acesso ao Terminal normalmente ocorre no período de novembro a março e tem como objetivo manter as condições de navegabilidade. A dragagem também beneficia embarcações de pesca e de turismo que circulam pela região.

Desde a implantação do canal de acesso, a atividade é licenciada pelo Ibama. Atualmente, a Fibria conta com licença para Dragagem de Manutenção, que apresenta uma lista de condições para que a atividade possa ser realizada. A Licença Ambiental foi renovada pelo Ibama em 2015.

Share

Leia Também

A empresa investiu cerca de R$ 14 milhões na aquisição dos equipamentos (Foto: Divulgação)

Fibria adquire 21 novas máquinas de colheita florestal

Os novos equipamentos da empresa dispõem de melhorias como cabines mais espaçosas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − quinze =

Share